Slide

Paulo Cury, sócio da Condere, falou sobre o movimento de fusões e aquisições no Brasil este ano e expectativas de negócios para 2022

Slide

Assessoria independente, execução precisa e o melhor negócio para
cada cliente

Slide
Concluímos nova operação de M&A no setor financeiro
previous arrow
next arrow

A Condere é extremamente focada e tem um posicionamento único no mercado, combinando estratégia e finanças corporativas

Fundada em 2006, a Condere é especializada em fusões e aquisições (M&A) e captação de recursos, contribuindo com acionistas, empresários e executivos nas alternativas e decisões de crescimento orgânico e inorgânico para suas empresas.

FUSÕES E
AQUISIÇÕES

CAPTAÇÃO
DE RECURSOS

Saiba mais sobre a nossa atuação

Condere
em números

Desde 2006, executamos com êxito mais de 150 transações e projetos com valor combinado superior a R$ 3,7 bilhões

Mais de

projetos e operações

Atuação
Internacional

Somos 30+ firmas independentes, focadas em fusões e aquisições, operando em um modelo de partnership e meritocracia: Cobertura global, com expertise local

Atuação
Internacional

Somos 30+ firmas independentes, focadas em fusões e aquisições, operando em um modelo de partnership e meritocracia: Cobertura global, com expertise local

ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Paulo Cury, sócio da Condere, falou sobre o movimento de fusões e aquisições no Brasil

O fundador e sócio da Condere, Paulo Cury, foi o entrevistado do dia 9 de setembro, às 11h, na Live do Valor. Cury falou sobre o movimento de fusões e aquisições no Brasil este ano e expectativas de negócios para 2022. https://youtu.be/6ZdFNPErgS0  

Concluímos nova operação de M&A no setor de transportes

Temos a satisfação de comunicar mais uma transação da Condere com o Global M&A Partners agora no setor de transporte. Atuamos como assessor estratégico e financeiro da Lots, subsidiária da Scania, em sua primeira aquisição nas Américas, com a compra da Munden, uma...

Participamos do caderno especial do Valor

Crédito de empresas médias atrai dinheiro de fundos Elas são pouco endividadas, geram caixa e têm bons ativos para oferecer em garantia. Companhias de médio porte sempre passaram ao largo do mercado de capitais brasileiro, salvo raras exceções. Com as taxas de juros...