NOTÍCIAS

01/02/2018
Por que acreditamos que 2018 será um ano de muita atividade em fusões e aquisições no Brasil

O ano de 2017 foi de muito trabalho para o time da Condere. Concluímos sete negócios de fusões e aquisições nos setores de saúde, educação, editoração e serviços industriais. Trabalhamos tanto com empresas brasileiras, quanto assessorando grupos internacionais.

Das operações concluídas, em seis delas assessoramos os vendedores e, em uma, trabalhamos pelo buy side. Encerramos o ano em 1º lugar no ranking de M&A divulgado pelo TTR, dentre as assessorias independentes (e em 5º lugar, incluindo também os bancos).

Acreditamos que 2018 será um ano ainda mais interessante para atividades de fusões e aquisições no nosso país, pois os fatores macroeconômicos e o nível de atividade da economia estão melhorando. Além disso, a queda na taxa de juros incrementa o apetite dos fundos de Private Equity em realizar investimentos e alocar recursos. As empresas que saíram fortalecidas da crise econômica estão buscando oportunidades de crescimento inorgânico. Uma nova onda de IPOs e follow-ons irá trazer mais recursos para as empresas de capital aberto, que irão usá-los para crescer de forma inorgânica via fusões e aquisições.

Finalmente, temos recebido um número maior de contatos de investidores estrangeiros interessados em investir no Brasil.

Seguimos trabalhando a todo vapor, em conjunto com nossos 34 sócios internacionais do Global M&A, no desenvolvimento de negócios cross border. Neste início de 2018, estamos ativos com mandatos – envolvendo empresas brasileiras, sul americanas, europeias e americanas – em diversos setores tais como: agronegócio, alimentação, educação, embalagens, engenharia, saúde, turismo e varejo. Pela evolução dos processos, esperamos concluir pelo menos três transações no primeiro quadrimestre.

Você também pode ser interessar por…

Concluímos nova operação de M&A no setor de transportes

Temos a satisfação de comunicar mais uma transação da Condere com o Global M&A Partners agora no setor de transporte. Atuamos como assessor estratégico e financeiro da Lots, subsidiária da Scania, em sua primeira aquisição nas Américas, com a compra da Munden, uma...

Participamos do caderno especial do Valor

Crédito de empresas médias atrai dinheiro de fundos Elas são pouco endividadas, geram caixa e têm bons ativos para oferecer em garantia. Companhias de médio porte sempre passaram ao largo do mercado de capitais brasileiro, salvo raras exceções. Com as taxas de juros...